Inscreva-se

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

10 ALIMENTOS QUE DEVERÍAMOS COMER TODOS OS DIAS

1. Cúrcuma Cúrcuma é a verdadeira especiaria da saúde. Não é de todo complicado colocar um pouco deste tempero colorido em nossa dieta diária. A cúrcuma com o seu sabor delicado, vai bem em muitos pratos. Por exemplo, adicione-a no arroz, em sopas, no pão caseiro e use-a para temperar verduras, inclusive combinado-a com outras especiarias e ervas aromáticas. 2. Maçãs Uma maçã por dia mantém o médico longe e pode salvar 8.500 vidas ao ano, por causa da sua função preventiva ao acidente vascular cerebral e ao infarto. Os nutrientes presentes na composição da maçã faz com que ela seja a fruta mais completa de todas. Em uma maçã são encontrados, em perfeito equilíbrio, água, fibras, proteínas, açúcares naturais da fruta e minerais. A maçã tem propriedades diuréticas e anti-anêmicas. Ela também ajuda a regular o funcionamento do intestino. 3. Alho O alho é não só um alimento, mas também um verdadeiro remédio medicinal tradicional, considerado útil para combater inúmeras doenças que podem afligir o nosso organismo. Para utilização terapêutica, deverão ser tomadas diariamente, pelo menos, quatro gramas de alho, mas o sabor não é particularmente agradável para todos. Em qualquer dos casos, consumir alho frequentemente em pequenas quantidades significa aproveitar de todas as suas propriedades benéficas. 4. Cebola Como o alho, a cebola, sempre foi considerada um medicamento natural. A cebola tem propriedades antibacterianas e anti-anêmicas. Ela também ajuda no trabalho dos rins e, assim, diminui o nível de glicose no sangue, uma característica que faz com que seja útil para os diabéticos. É um dos remédios mais populares tradicionais para ser usado contra gripes e resfriados. Seus usos na cozinha - por exemplo, crus em saladas, cozidas no arroz e pratos - são infinitos. 5. Repolho e couve-flor Repolho e couve-flor estão entre os vegetais mais nutritivos do mundo. A família das couves, em geral, tem propriedades anti-inflamatórias importantes. A inflamação é a causa raiz de doenças como artrite, doenças cardíacas e doenças autoimunes, que também podem estar ligadas à má nutrição. Melhor, portanto, abusar destes vegetais, especialmente quando eles estão na época. 6. As sementes oleaginosas As sementes da saúde são ricas em nutrientes importantes, tais como os ácidos graxos, proteínas e sais minerais. As sementes de gergelim, por exemplo, são conhecidas pelo seu alto conteúdo de cálcio. Além das sementes de gergelim, consuma também sementes de abóbora, girassol, linhaça, chia e cânhamo. Use-as para enriquecer o cereal matinal, para preparar pães, milk shakes, saladas e o que sua imaginação quiser. 7. As amêndoas e frutos secos Para um lanche saudável combine as sementes da saúde com frutos secos, com particular referência às avelãs, nozes e amêndoas. As amêndoas são uma rica fonte de cálcio e de vitamina E, bem como de magnésio. Por seu alto conteúdo de magnésio, as amêndoas são especialmente recomendadas para aqueles que sofrem de estresse, fadiga e tensão pré-menstrual. Uma pequena porção de amêndoas por dia contribui altamente para as nossas necessidades de proteínas, o que é fantástico para os veganos. 8. Vegetais de folhas verdes Os vegetais de folhas verdes estão entre os alimentos que nós devemos consumir mais, por sua riqueza de vitaminas e minerais benéficos. As maneiras mais fáceis de enriquecer a nossa dieta com vegetais de folhas verdes são na preparação de saladas e adicioná-los aos sucos verdes. Em forma cozida, os vegetais de folhas verdes podem ser adicionados nas sopas e nos recheios de tortas, ou preparados como um contorno. 9. Gengibre Gengibre (Zingiber officinale) é uma planta herbácea de origem oriental. Na cozinha e como remédios naturais se usa o rizoma do gengibre fresco ou seco e reduzido a pó. O gengibre ajuda a melhorar a digestão, reduz a sensação de náusea, previne e alivia os sintomas de resfriados, alivia dores de garganta e tosse. Use-o fresco para preparar chás ou para dar sabor às marmeladas feitas em casa, ou em pó para adicionar às sopas e pratos picantes. 10. Cereais com grãos integrais É bom aprender a variar o nosso consumo de cereais e escolher em particular cereais e pseudo-cereais de grãos inteiros, para que a nossa ingestão desses alimentos não seja apenas feita com a clássica massa ou pão branco (trigo) e ou arroz. Então vá em frente e descubra novos cereais, como a cevada, centeio, trigo sarraceno, quinoa, painço e amaranto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário