Inscreva-se

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Saiba o que é o perdão genuíno e como ele pode beneficiar sua saúde

O processo de aprender a perdoar é bem mais complexo do que se imagina, mas estudos mostram que é medicamento eficaz contra males do corpo e da mente
Por: Itamar Melo Se você anda em busca de uma prática que melhore a condição cardíaca, reforce as defesas do organismo e combata o estresse, não precisa procurar mais: experimente o perdão. Item tradicional e obrigatório no portfólio das franquias religiosas, desculpar as ofensas ganhou novo fôlego no mercado, reembalado como remédio eficaz contra males variados, status conferido por uma série de estudos científicos recentes. O problema é que ainda não se pode entrar em uma farmácia e adquirir perdão em comprimidos. O processo é bem mais trabalhoso do que isso. Envolve superar rancores, engavetar planos de vingança e reconciliar-se com quem nos feriu. E trata-se de um medicamento que não admite genéricos. Para colher os frutos, é necessário que o perdão seja genuíno, de coração. — Perdoar é fazer as pazes com não alcançar aquilo que você queria. Essa atitude reduz o estresse físico e mental, confere otimismo para que uma pessoa tenha sucesso nas coisas da vida e melhora os sistemas nervoso, cardiovascular e imunológico. Tudo é perdoável, mas não por todo mundo. Nem sempre é a pior ofensa que não se consegue perdoar, mas, sim, aquela que causa mais dano ou que foi mais inesperada. É preciso praticar o perdão, começando pelas pequenas coisas, para aprender a perdoar

Nenhum comentário:

Postar um comentário