Inscreva-se

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

O que é a febre maculosa?.....Ou Doença do carrapato?

A febre maculosa, também chamada de febre do carrapato, é uma doença febril aguda, de gravidade variável veiculada por carrapatos contaminados pela bactéria Rickettsia rickettsii. Ao picarem uma pessoa para se alimentarem, esses carrapatos hematófagos regurgitam saliva contaminada que eles trazem em suas glândulas salivares. É uma doença mais comum nos meios rurais do que nos urbanos e naqueles que têm uma grande população de animais, sobretudo equinos e bovinos. Sua maior incidência se verifica durante a primavera e o verão. Nos Estados Unidos, é conhecida como Rocky Mountain Fever (Febre das Montanhas Rochosas). No Brasil, febre maculosa é uma doença de notificação compulsória. Quais são as causas da febre maculosa? A febre maculosa é causada pela bactéria Rickettsia rickettsii, transmitida principalmente pelos carrapatos Amblyomma aureolatum (carrapato-amarelo-do-cão) e Amblyomma cajennense (carrapato estrela, carrapato-de-cavalo), além de algumas outras espécies. Potencialmente, todo carrapato pode ser um reservatório da bactéria. Esses carrapatos atacam o homem ainda nas suas fases de larvas e ninfas, bem como na fase adulta. As capivaras são o maior reservatório natural desses carrapatos, mas eles podem ser encontrados também em animais de grande porte (bois, cavalos, etc), cães, aves domésticas, roedores e cobras. Não há contágio de uma pessoa para outra. Quais são os sinais e sintomas da febre maculosa? Os primeiros sintomas da febre maculosa aparecem de 2 a 14 dias (sete em média) depois da picada do carrapato. A sintomatologia inicial não é específica e pode ser confundida com outras doenças, infecciosas ou não. Os sinais e sintomas iniciais mais comuns são: Febre súbita (que pode durar de 2 a 3 semanas). Calafrios. Fortes cefaleias. Dores musculares. Exantemas. Náuseas e vômitos. Falta de apetite. Tendo em vista a não especificidade desses sintomas, torna-se muito importante que a história de mordida de carrapato possa ser confirmada ou excluída. Com a evolução da doença podem surgir: Petéquias. Dor abdominal. Dores articulares. Diarreia. As máculas eritematosas (origem do nome da doença) na pele geralmente se localizam nos punhos, tornozelos, tronco, face, mãos e pés e podem aparecer logo nos primeiros dias. As máculas são manchas de cor avermelhada, provocadas pela dilatação dos capilares sanguíneos da pele. Rosadas, de início, após alguns dias ganham tonalidades arroxeadas. Na área em que houve a picada do carrapato, pode aparecer uma úlcera necrótica e nos casos mais graves pode haver necrose nos dedos, orelhas, palato mole e genitais. Como os exantemas só aparecem 2 a 5 dias após o início da febre, geralmente ele ainda não existe ou é muito sutil quando o médico vê o paciente pela primeira vez. Além disso, certa porcentagem de pacientes (10% a 15%) nunca desenvolve exantemas. Uma vez que a Rickettsia rickettsii infecta as células que revestem internamente os vasos sanguíneos de todo o corpo, causando vasculites, as manifestações severas desta doença podem envolver o sistema respiratório, o sistema nervoso central, o sistema gastrointestinal e o sistema renal causando complicações graves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário