Inscreva-se

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Menopausa ,TODAS CHEGAREMOS LÁ

Não se assuste com a palavra. Ela é mesmo pouco convidativa - mas é inevitável. E, melhor, pode não ser tão dramática na vida da mulher, ao se aprender as delícias e os incômodos de se conviver sabiamente com o tempo. Para começar, entrar na menopausa não é assim como levantar, tomar café e descobrir que tudo mudou. Está no roteiro da mãe natureza. Trata-se de um processo, no qual os ovários vão parando de funcionar. Eles deixam de produzir os hormônios estrogênio e progesterona, os mesmos responsáveis pelas famosas crises femininas de TPM. Não há nada de errado com isso. A principal característica dessa fase é que as menstruações começam a falhar ou, então, provocam hemorragias seguidas de menstruações mais ou menos frequentes. Cada menopausa tem suas características próprias. No geral, ocorre entre os 45 e os 55 anos. Mas há exceções, lógico. Na maioria dos casos, ela vem com ondas de calor, suores noturnos, insônia, menor desejo sexual, irritabilidade, depressão, ressecamento vaginal e até diminuição da atenção e de memória. A falta do estrogênio no organismo feminino causa uma pequena alteração no brilho da pele e volume do cabelo, além de uma incômoda distribuição de gordura, num padrão mais masculino, ou seja, na região abdominal. A boa notícia é que tudo é temporário e há indicações clínicas, discutidas caso a caso, para ajustar esses transtornos. De acordo com estudos recentes, as ondas de calor, por exemplo, que ocorrem em mais de 50% das mulheres, diminuem de frequência para 30% delas após três anos de menopausa. A questão essencial é que todas essas transformações são cada vez mais conhecidas pela ciência. Com isso, as soluções vão aparecendo e cercando as mulheres de conforto nessa etapa da vida. Você está pronta? Toda mulher está. É só encarar o assunto com a naturalidade que ele merece!

Nenhum comentário:

Postar um comentário