Inscreva-se

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Como ser uma filha ou um filho mais dedicado

A maioria das pessoas conhece de perto o verdadeiro sentido da palavra dedicação pelo serviço abnegado e incansável de pais amorosos. Mesmo aquelas que não tiveram um pai ou uma mãe presente (ou ambos), puderam contar com os cuidados de um padrasto, de uma madrasta, de pais adotivos, de avós, ou de outros responsáveis. A maioria delas foi ensinada, nutrida, vestida, cuidada e amada por eles. Infelizmente, algumas pessoas se esquecem de demonstrar sua gratidão pelos anos de dedicação de seus pais. Quando se tornam independentes, não veem a hora de sair de casa para conquistar a sua vida e, por vezes, se esquecem de olhar para trás. Muitas pessoas começam a valorizar mais seus pais quando não estão mais convivendo com eles. Outras só se dão conta de que estão falhando com eles quando elas mesmas se tornam pais. É quando conseguem entender com mais profundidade todo o sacrifício e amor que envolvem a maternidade ou paternidade. Outros filhos, porém, estando perto ou longe, são amorosos, dedicados, preocupados e eternamente gratos pelo que seus pais fizeram e ainda fazem por eles. É preciso retribuir o carinho e os cuidados que se tem recebido dos pais durante toda a vida. Isso não deve ser feito por obrigação, mas por amor e gratidão. Veja algumas formas de como você pode ser um filho mais dedicado: Dedique-lhes tempo Não importa quanto tempo você tenha e quais são suas responsabilidades, arranje um tempo para eles. Eles deram-lhe grande parte de seu tempo durante a sua vida, você certamente conseguirá encontrar um tempo para eles. Se você mora em outro estado ou país, procure manter contato constante com eles pelo telefone, pelo Skype, MSN ou por outro meio. Se você mora com eles, conseguirá deixar um pouco de lado a internet, os jantares com amigos ou qualquer outro compromisso secundário para sentar e conversar com seus pais. Preste-lhes serviço "Os pais devem dar sempre para serem felizes. Dar sempre é o que faz que sejamos pais." Honoré de Balzac. Sua mãe tem lavado a louça, cozinhado, arrumado a casa e feito tantas outras coisas a vida inteira. Você precisa aliviar seu fardo. Ofereça-se, de bom grado, para ajudá-la. Faça algo por seu pai. O serviço abnegado é uma grande demonstração de cuidado e amor. Ouça os seus conselhos Ouça a voz da experiência. Eles passaram por muita coisa na vida e têm uma grande bagagem de conhecimento e experiências. Preste atenção no que eles têm a dizer e valorize seus conselhos. Seja paciente com eles Algumas pessoas envelhecem e ficam um pouco intransigentes. Não brigue ou discuta com seus pais se esse for o caso. Você não conseguirá mudar seu jeito de ser através de reclamações ou brigas. Vocês terão mais a ensinar através da sua paciência e tolerância. Cuide deles Chega uma hora na vida em que os papéis se invertem. Aqueles que cuidaram de nós necessitarão dos nossos cuidados. Jamais negue uma ajuda a seus pais. A psicóloga Luciene C. Miranda, no site Cuidar de Idosos, diz: “Os filhos que realmente honram e respeitam seus pais não hesitam em cuidar deles quando os mesmos estão idosos ou doentes. Inicialmente, eles sentem o senso de retribuição por aqueles que cuidaram deles enquanto crianças, e mostravam dedicação e respeito. Assim, não se preocupam apenas com a sobrevida dos seus pais. Desejam sim, dar o melhor para eles, a exemplo do que seus pais fizeram consigo enquanto crianças.” Cuide deles você mesmo, sempre que possível, ou providencie um meio digno para que sejam bem cuidados. Proporcione-lhes uma velhice tranquila. Expresse-lhes seu amor Abrace seus pais. Segure as suas mãos e faça-lhes carinho. Ainda que seus pais tenham alguma dificuldade de expressar seus sentimentos, diga-lhes que os ama, que os admira e o quanto são importantes para você. Expresse seus sentimentos com frequência. Vivemos numa geração que consegue expressar o que sente com mais facilidade. Podemos ajudar as pessoas mais velhas, que não têm esse hábito, a se sentirem mais confortáveis em externar seus sentimentos. Perdoe-lhes Se seus pais lhe fizeram algo que lhe magoou, perdoe-lhes. Conheço pessoas que não gostam de um de seus progenitores por algo que fizeram no passado. Esqueça e perdoe. Os pais também são suscetíveis a erros. A ordem correta da vida é que os pais ensinem os filhos. Porém, nem todos cumprem suas responsabilidades. Cabe aos filhos, assim que têm maturidade suficiente, preocuparem-se em ser um bom exemplo a seus pais, em vez de condená-los por seus erros. Nunca é tarde demais para aprender. Dê a seus pais todo o carinho e atenção que um pai e uma mãe merecem, apesar de suas imperfeições. Dedique-lhes tempo, atenção e cuidados. Seja paciente, tolerante e respeitoso com eles. “Comporta-te com teus pais como pretendes que teus filhos se comportem contigo." Giacomo Leopardi. Acima de tudo, ame seus pais e demonstrem seu amor por palavras e ações. Erika Strassburger Erika Strassburger é brasileira, mãe de três meninos, é formada em Administração, é escritora freelance e curadora de mídias sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário