domingo, 21 de julho de 2013

Desmitificando: OVO

O alimento, rico em nutrientes, pode ser consumido com moderação como parte de uma dieta equilibrada e variada. Por muitos anos, o ovo foi considerado um dos vilões da dieta, mas atualmente esse rótulo está se tornando ultrapassado. Isso porque diversos estudos científicos têm mostrado que esse alimento proporciona benefícios à saúde do nosso organismo pelo seu alto valor nutricional, desmistificando o conceito de que seria um veneno para a saúde do coração devido ao seu alto teor de colesterol. O ovo foi liberado de grande parte desta "culpa" depois que uma pesquisa do NHANES III (Third National Health and Nutrition Examination Survey) comprovou que apenas cerca de 10% da população apresenta significativas elevações no colesterol sanguíneo provenientes da alimentação. ( provenientes de gorduras animal , frituras, gorduras Trans.) Esse estudo mostrou que quem consumia quatro ou mais ovos por semana tinha concentrações de colesterol menores em relação às que ingeriram um ovo ou menos no mesmo período, não encontrando relação significativa entre colesterol dietético e problemas cardiovasculares. Na verdade, os elevados níveis de colesterol estão mais ligados ao consumo de gorduras trans., presentes em diversos alimentos industrializados e à ingestão excessiva de gorduras saturadas de origem animal. Mas isso não quer dizer que você possa comer ovos todos os dias em grandes quantidades. A boa alimentação precisa ser equilibrada e individualizada, pois as pessoas têm necessidades diferentes. O consumo semanal para indivíduos saudáveis e que não apresentam alergia ao ovo deve ser uma alternativa às outras fontes de proteínas, como carnes, aves e peixes. Propriedades do alimento Alimento rico em nutrientes, o ovo de galinha é excelente fonte de proteínas . Possui todos os aminoácidos essenciais, é rico nas vitaminas A (essencial à visão, reprodução e imunidade) e B12 (importante para o bom funcionamento cerebral), além de conter sais minerais fundamentais na formação de tecidos. Por possuir ferro em sua composição, também é indicado para evitar e combater casos de anemia ferropriva. Possui ainda lecitina (que ajuda no transporte do colesterol e auxilia no metabolismo da gordura) e colina (fundamental para o desenvolvimento cerebral, por ser um componente essencial das membranas e do tecido nervoso, promovendo rapidez de raciocínio ). Além disso, o ovo é fonte de Zeaxantina (antioxidante importante na redução de risco de degeneração macular, essencial para a visão) e Triptofano, aminoácido precursor da serotonina, responsável pela sensação debem-estar . Níveis baixos deste neurotransmissor estão associados à depressão, compulsão por carboidratos, estresse, TPM e insônia. Cuidados para sua saúde A melhor maneira de consumir ovo é cozido ou pochê, com a gema dura, para evitar contaminação por Salmonella, microorganismo que habita na cloaca da ave e pode provocar diversos males à sua saúde. E não se esquecer de evitar os ovos fritos. Quem deseja controlar o peso, envelhecer com saúde e ter uma boa qualidade de vida devem evitar as frituras, pois engordam e pode elevar o colesterol, aumentando os riscos de problemas cardiovasculares, além de produzirem acroleína, uma substância irritante da mucosa gástrica. Para cuidar de sua saúde, também adquira ovos com a casca intacta e limpa , consuma-os antes da data de validade estipulada nas embalagens, conserve-os sempre sob refrigeração adequada .

Nenhum comentário:

Postar um comentário