Inscreva-se

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Óleo de peixe reduz riscos de enfarte e derrame

Suplemento de óleo de peixe reduz riscos de enfarte e derrame
Estudos anteriores sugeriram que suplementos de óleo de peixe poderiam reduzir a probabilidade de ocorrência de um segundo enfarte ou de derrame em pacientes que tiveram recentemente o problema cardíaco. Uma nova pesquisa revelou que esse suplemento nutricional também pode diminuir a chance de morte súbita. Os resultados do trabalho demonstram que a redução do risco foi evidente após três meses. Esse fato parece reforçar a hipótese de que adicionar ácidos graxos poliinsaturados n-3 (conhecidos pela sigla em inglês PUFAs, polyunsaturated fatty acids) - geralmente encontrados no peixe e no óleo de peixe - a uma dieta saudável pode baixar a possibilidade de arritmia fatal, frequência cardíaca irregular que, em casos graves, pode provocar a parada do coração, informaram os autores da pesquisa. "A redução da morte súbita apareceu logo após o início do tratamento", disse Roberto Marchioli, chefe da equipe do Consorzio Mario Negri Sud, na Itália, à Reuters Health. "Isso parece reforçar a idéia de que os benefícios dos PUFAs poderiam ser consequência de um efeito antiarritmia." O estudo incluiu 11,3 mil pacientes que haviam sofrido um enfarte nos três meses anteriores. Todos os voluntários receberam os mesmos cuidados preventivos e fizeram uma dieta que segue o estilo Mediterrâneo - isto é, rica em frutas, vegetais, azeite de oliva e peixe. Algumas pessoas também consumiram diariamente 1 grama de suplementos de óleo de peixe. Durante o período de acompanhamento, que durou 3,5 anos, 1.031 voluntários morreram, informou a equipe de Marchioli na edição de abril da Circulation, revista da Associação Americana do Coração. Após apenas três meses de tratamento, os pacientes que usaram os suplementos de óleo de peixe pareceram apresentar um risco 41% menor de morrer por qualquer causa, indicou o estudo. Quatro meses após o início da terapia, esses voluntários também mostraram ter chance significativamente reduzida de sofrer morte cardíaca súbita. Ao final do período de estudo, os pacientes tratados com suplementos de óleo de peixe apresentaram probabilidade 45% menor de ter morte súbita por causas relacionados ao coração, informaram os cientistas. Com base nesses resultados, Marchioli afirma que os benefícios dos suplementos de óleo de peixe "parecem ser adicionados aos benefícios que podem ser obtidos pelo tratamento preventivo padrão". "O uso diário de uma cápsula de óleo de peixe concentrado ao longo de 3,5 anos resultou numa redução muito significativa da morte cardíaca súbita. Por isso, uma mudança simples e segura na dieta pode produzir um grande benefício em termos de saúde pública", disse o editorialista Alexander Leaf, da Escola Médica Harvard, em Boston (Massachusetts), à Reuters Health. "Pessoas com doença coronariana conhecida ou com história familiar do distúrbio entre parentes próximos deveriam ser prudentes e observar os conselhos recentes da Associação Americana do Coração para comer peixes gordurosos duas ou mais vezes por semana ou usar diariamente cápsulas de um suplemento de óleo de peixe",

Nenhum comentário:

Postar um comentário