segunda-feira, 10 de junho de 2013

Nutrientes para o cérebro.

Ao longo de milhões de anos, o cérebro humano cresceu e aprimorou-se, este crescimento foi determinado pelos alimentos disponíveis na época. A base da alimentação era constituída por alimentos como frutas, nozes, vegetais, plantas silvestres, raízes, frutos do mar e peixes que são alimentos ricos em antioxidantes. A alimentação daquela época comparada a alimentação da atual e industrializada é muito diferente da qual constituiu o desenvolvimento cerebral. Em função desta mudança alimentar, que é considerada relativamente rápida em relação ao tempo que o cérebro demorou para desenvolver-se, pode não ser benéfica ao cérebro ocorrendo estados anormais como a depressão, psicose, perda de memória, diminuição da inteligência entre outros. Isto ocorre, porque grande parte dos alimentos da atualidade que consumimos não contém todos os nutrientes que o cérebro necessita como em épocas passadas, e ainda, pioram seu desenvolvimento normal através de aditivos químicos utilizados na preparação destes alimentos. O cérebro precisa de nutrientes com base em sua memória evolutiva, de alimentos comuns a ele à 40 mil anos atrás que são incompatíveis a alimentação atual e industrializada. Entretanto, voltar ao tempo para adotar uma alimentação daquela época é inconcebível, porém, seria coerente adaptar a alimentação moderna para o melhor funcionamento do cérebro. Desta forma, para se aproximar-se de uma alimentação mais saudável, podemos consumir alimentos ricos em gorduras ômega 3 que estão presentes em peixes gordos como salmão, cavalinha, sardinha, nozes e óleo de semente de linhaça. Evitar o excesso de ômega 6 presente em óleos vegetais; consumir carne vermelha de forma moderada; diminuir o consumo de sódio e açúcar e farináceos; adoçar os alimentos com mel ou açúcar mascavo; evitar o consumo de industrializados em geral e consumir muito o azeite de oliva extra virgem, óleo de canola e de linhaça. Estes alimentos além das frutas e dos vegetais, contém nutrientes benéficos ao cérebro e ao bom funcionamento do organismo proporcionando maior tempo de vida ao ser humano e de forma mais saudável. Sempre lembrando que a prática de atividades física, também proporciona bem estar ao cérebro e saúde e longevidade ao corpo, devendo estar presente do dia-a-dia de todas as pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário