Inscreva-se

domingo, 19 de maio de 2013

Há um limite para o consumo de adoçantes?




Os adoçantes, também chamados de edulcorantes, são utilizados por muita gente para adoçar o cafezinho, o chá ou o suco, por exemplo. Podem também estar embutidos em muitos produtos industrializados diet como refrigerantes, gelatinas ou geleias que consumimos no dia a dia.

Por isso muitas pessoas tem dúvidas sobre a quantidade máxima diária que é seguro consumir.

Vamos entender: há vários tipos de adoçante. Muitos são sintéticos, produzidos em laboratório, como, por exemplo, a sacarina, a sucralose, a estévia, o ciclamato, o aspartame e o acessulfame-K. Estes adoçantes tem a capacidade de adoçar muito mais do que a sacarose, que é o açúcar branquinho que conhecemos tão bem. Para se ter uma idéia, o aspartame, que é um dos mais utilizados, adoça 200 vezes mais que o açúcar. A sacarina pode adoçar até 400 vezes mais. Por isso a quantidade de adoçante que utilizamos no cafezinho é muito menor que a quantidade de açúcar.

Cada tipo de adoçante tem uma dose máxima por dia. Para o aspartame a dose máxima recomendada é de 40mg por kg de peso corpóreo. Isso quer dizer que uma pessoa de 60 kg pode consumir no máximo 2400 mg. A sucralose e o acessulfame-K tem a mesma dose máxima, que é de 15 mg por kg. A estevia e a sacarina só podem ser consumidas até 5 mg por kg de peso e o ciclamato até 11 mg para cada kg de peso da pessoa.
Muitos produtos tem mais de um tipo de adoçante, justamente para que fique difícil atingirmos a dose máxima recomendada.

Então, para saber se vc atingiu a dose máxima, faça as contas. Veja quanto você pode consumir, de acordo com o seu peso, e veja quantos mg tem em cada pacotinho ou em cada produto. Parece complicado, mas é muito fácil.
Saber de tudo é sempre o melhor caminho para uma vida com saúde!

Nenhum comentário:

Postar um comentário