Inscreva-se

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Alecrim (rosmaninho) Rosmarinus officinalis L.

O seu óleo essencial é benéfico para o fígado e vesícula biliar
O ácido rosmarínico do alecrim oferece uma acção anti-alérgica. 



Mas esta não é a única propriedade desta planta que favorece o fluxo sanguíneo no coração (artérias coronárias), nas pernas e mãos (útil no caso de extremidades frias) e no cérebro, aumentando a memória e a concentração.

Para além disso, o alecrim melhora as insuficiências hepáticas e vesiculares que podem originar má digestão, enfartamento, cólicas e gases. Melhora a circulação, alivia as dores reumáticas nas articulações e estimula o crescimento do cabelo.

Muito usado como ornamental em jardins mediterrânicos. Além disso as suas folhas prestam-se a usos em perfumaria e em culinária (sobretudo para condimentar estufados). As flores são altamente melíferas.

Modos de propagação: Por semente: semear na primavera. A germinação pode ser lenta. Quando as plantas tiverem o tamanho suficiente para manejar, mude-as para vasos individuais e, se for necessário, proteja-as do frio no primeiro inverno. Plante-as nos locais definitivos na primavera. Por estaca: estacas semi-lenhificadas de 10-20cm com um nó, em junho / julho (bastante fácil, enraizam normalmente dentro de 3 semanas). Também com ramos verdes, no início da primavera, plantando-os depois no início do verão. Ainda por mergulhia, no verão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário